Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 28 de junho de 2011

Hoje

Me debrucei a janela e invoquei teu nome inúmeras vezes,
o som da chuva torrencial camuflava meu choro miúdo,
O vento sopraria e eu pensaria em você,
e em todas as vezes que me abraçou com ternura,
fazendo me abandonar este mundo amargo ,
que tanto resisti lágrimas..
recordo em papeis os dias passados,
quando o ódio me cegou,
e você me fazia ver,
eu morreria em teus olhos..

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Menino..

Ah menino,
não queira ou goste,
azar ou sorte,
ainda me tens.
Me fascino,dobro,desdobro
reviro de oscilações pecaminosas ao teu respeito
Imploro.por Zeus!explica-te
o teu olhar,tua fisionomia,
algo reservas?
talvez um brilho nos olhos
ou um risinho no canto da boca,
Agora,Pecados outrora banidos vêem a tona,
me de a Mão ,juntos na contramão ,
num canto,um beijo,um tango,
um manto que encobre do frio,
musica do amor nos envolve..para!
não move,chove,chuva torrencial,
alegra,afeta,atrai,cura e retrai todo o mal,
o mal de estar sem você .