Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

volte pra mim ...

E eu que pensei que era dona da verdade,
me senti tão tola,tão covarde,
quando você passa e não me olha,
não fala nada,me perco,diminuo e naufrago
no oceano intenso do teu olhar...

Eu fui me afastando
da razão
colar junto de você e ao meu coração ,
ate que te aqueça a chama da paixão,
um sentimento feito de sim ,
jamais de não ...

Não vou pedir que
volte atrás,
nem bater na sua porta mais
com olhos tristes fala amarga
choro e tal.

Talvez sim eu não fique bem,
mais sorrirei pra outro alguém
na busca de te esquecer,
e se a saudade nascer com o sol,
e lagrimas lhe fazerem sala,
me esconderei distante de ti,
para que não me vejas assim.
nunca mais ,
já tomei seu tempo de mais ...


fecharei meus olhos apaixonados
pra bem longe de ti
para que não possas ouvir
as suplicas de amor..

lembro me das nossas horas vagas
fumando na varanda de casa ,
nos sentindo imortais,
o sol acesso amor bem feito
visto roupas para driblar o desejo do amor,
desejo de amar.

Já escrevi,mil versos de amor e dor,
mais falta-me coragem e ar,
para pedir pra você voltar...

Rebecca M.

sábado, 4 de dezembro de 2010

A beira mar...



O céu estava tenso,
as ondas bailarinas do mar ,dançavam escandalosas,
você passou por mim como quem foge de si mesmo,
me fez acreditar que sua alma era ainda
mais triste e vazia que a minha...



Pela manha eu havia jurado a mim mesma de morte,
e amaldiçoado este mundo medilcre,
que tanto resisti lágrimas ,
o mundo me aponta portas e caminhos,
a minha única vontade é de fechar os olhos
e ouvir minha alma chorar assustada ,
de olhar, a olhar ,um novo tratamento,
novas pessoas te moldando,te asfixiando,
e dizendo o quanto o ama.


Esta manha me jurei de morte,
mais na beira do mar ,
esbarrei em você sem pensar,
você sorriu por dentro eu sei,
embora o rosto nada revela se.

E eu sei que alguma coisa mais forte
alem da razão inundou a praia neste momento.

No momento em que nossos
olhos se reconhecem
tristes e amargos ,
nossos lábios já estão tão próximos ,
que sela –se um beijo desta casualidade,
antes mesmo de uma fala,
um sorriso sequer,
uma caricia,
nenhum laço afetivo.
somente o mar vivo e a praia deserta
nos incentivando.

E a um passo seu ,meu mundo desaba
e aquela vivacidade e paz
já esta distante léguas de mim,
sem sequer que eu saiba o nome deste desfrute!

Becky (continued)