Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 28 de junho de 2011

Hoje

Me debrucei a janela e invoquei teu nome inúmeras vezes,
o som da chuva torrencial camuflava meu choro miúdo,
O vento sopraria e eu pensaria em você,
e em todas as vezes que me abraçou com ternura,
fazendo me abandonar este mundo amargo ,
que tanto resisti lágrimas..
recordo em papeis os dias passados,
quando o ódio me cegou,
e você me fazia ver,
eu morreria em teus olhos..

Nenhum comentário:

Postar um comentário