Ocorreu um erro neste gadget

domingo, 24 de outubro de 2010

Trastorno Bipolar






Sou o circo e suas cores,
sou a morte e suas dores,
sou o profundo do oceano,
sou o profundo do abismo,
sou a bipolaridade em vida.




Sou o choro gritado
na calada da noite,
sou as gargalhadas graciosas
numa manhã de domingo,
sou o som,sou o ruído.


Sou a ignorância,impetulância,
sou a paz ,bondade o amor,
sou amargura e caricias,
e não bipolar por graçA
,prestigio..
é que as vezes sou tão fraca,
tão fraca,fraca,tão forte...
é que eu tenho uma vontade imensa de te agarrar
e te beijar nesse exato momento,deitar no teu colo
e cantar de amor docemente aos teus ouvidos.


No entanto o que quero agora,
é te lançar no inferno,
pisar no teu corpo e te chutar para bem longe de mim.

Quero ser o centro dos teus pensamentos,estar no teu coração
quero gastar tua vida dilacerar teu coração

e o enterra-lo no quintal de minha casa.

Sou vuvuzelas,sou neons,
sou paixão e amores,
sou as danças em mim,as flores,
sou a juventude em vigor,
sou Carnaval,
sou nada, e quero nada,
sou o meio termo e já não sei se serei
completa ou feliz,são tantos eus que não suporto
alimentar...

Sou a euforia,e a depressão profunda,
e agora ate poderia me agredir,
será mais um ser em mim?é um elenco
essa doença cronica...pois bem...
vejo que continuarei aqui entre o céu e o inferno ao mesmo tempo...

sábado, 23 de outubro de 2010

NAMORADO:



Em um dia ao som do mar,
na grama do parque,
cobertos de chocolates embrulhados por folhas de outono,
me espreguiçarei ao sol com carinho,
deitarei ao teu peito de mansinho,
te ouvirei cantar baixinho.



E ao abrirmos os olhos cansados,ficaríamos admirados,
com o céu brilhando metálico,
e as nuvens formando coração,o dia se estenderia diante de nós,
não compartilhariamos pesadelos
pois sonhos maus não mais existiriam,
cobertos por certa quietude,
e uma tranquilidade feliz,
que antes não conheciamos.



Grandes árvores cujos frutos são flores
nos cercam por inteiros,
e pedimos em versos que tais rosas
nunca nos libertem .




Rebeka k.(Becky)

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

AGONIA



...é que teu olhar semeia flores,
e teu riso faz brotar lirios nos campos mais secos de minha alma,
eu,boba, na tua presença me enrolo toda,
e la estou eu ,mais uma vez reprimindo o riso,
e essa vontade imensurável de gritar doçuras ao teu respeito,
ele me faz sentir aquele arrepio doce
e descarado na ponta da orelha,
me faz transpirar de vontade...


você é pura sedução! ladrão dos meus sentidos,
e no meio de tanto calor,esqueço-me deste mundo amargo
e absurdamente vou me doando por inteira a você,
se ao menos meu coração obedecesse a mente,
mais juízo não cabe a essa loucura.

você me atrai pra onde quer que esteja,
feito imã meu corpo cola ao teu,
e esse frio que me congela o corpo,
se derrete com o fogo que queima por dentro,
tu tens a força do mar,a beleza da mata,a serenidade da noite,
e a importância do ar,tamanho encanto,
que maravilha nenhuma se igualaria a ti.

você é tudo o que eu preciso,és tanto que nem exijo,
e coerente ou não,tudo o que diz se torna canção,
e eu em oculto ,te mimando, de longe te olhando,
mais você saberá um dia, e por enquanto...
em versos me escondo nessa covardia.

O medo do teu abandono me faz ficar aqui...abandonada,
massacre.teu perfume...o que antes lindo se torna amargura...
e dentro do coração ,querendo ou não,dia após dia,
sei que irei acabar morrendo,com essa agonia.

Rebeka k. (Becky)