Ocorreu um erro neste gadget

domingo, 23 de janeiro de 2011

Horas vagas e vazias...

Horas vagas e vazias..
Experimento e me aproximo de sentimentos vazios
angustiantes e pertinentes
que me trazem certa dimensão de tristeza.



Todo o dia, a todo o momento na calada da noite
no silêncio da tarde da casa vazia,
no decorrer da rotina banal
e na prisão do meu quarto,
sinto-me descompensada.



Sinto, ouço, mas não o vejo.
Pra onde me levarás ó lembrança
ó pensamento... Porque insiste em me perturbar
ao ponto de me causar tanta dor?




Porque me bate a porta
já te falei que não és Bem vinda aqui.
Como irei me libertar de algo
que não apenas depende de mim?
Continuarei te ignorando como fui até aqui?
Sinto, ouço, mas não o vejo.




Pra onde me levarás ó lembrança ó pensamento.
Porque insiste em me perturbar ao ponto de me causar tanta dor?
Porque me bate a porta já te falei que não és Bem vinda aqui. ..



Como irei me libertar de algo que não apenas depende de mim?
Continuarei te ignorando como fui até aqui?
Repousarei na imensidão
das coisas desconhecidas
que eu não sei dizer...


.

Nenhum comentário:

Postar um comentário